segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

O Rio das Palavras...





Resultado de imagem para imagem de pinturas elzbieta brozek






Ah, as palavras! Correm como rio, sem espera... No congestionamento dos sentidos, sempre tem um engasgado com seu uso impróprio. Elas, livrem de intencionalidades malévolas, correm em busca de algum retoque perfeccionista, da sensibilidade da arte de entendê-las, em sua origem genuinamente tocante.

Talvez se falassem, diriam sobre a sua missão de evocar emoção, que no caminho dos gestos, sempre ocorrem facilmente. Mas, em sendo palavras, algo fica distanciado do ato, e mesmo assim, desejam também o mesmo fascínio de emocionar.

Tantas vertentes em seus cursos, as palavras absorvem tonalidades em todas as moradas de sua significação. Seus signos, com simbologias tão ricas, as deixam nuas e desertas, na hora  solitária da inscrição sem ser. Ela só quer Ser, um poema, um texto ou uma carta de antigamente repleta de romantismo em seu próprio e único veiculo de linguagem.  As palavras levavam a fantasia descrita de um rosto sem corpo, sem fala e com todo o magnetismo da sua viagem de letras.

As palavras querem a liberdade de correr no seu rio de mistérios!...



Suzete Brainer  (Direitos autorais registrados)

Imagem: Obra de Elzbieta Brozek.

(reedição)




                       

17 comentários:

  1. Quuerida Suzete,

    Apesar das minhas longas ausências da blogosfera, não poderia deixar passar este dia sem vir aqui deixar meus votos muito sinceros de Feliz e Doce Ano 2018! Que ele lhe traga toda a felicidade e afectos para o alcance de seus sonhos mais íntmos.

    O texto sobre as palavras é lindo| As palavras precisam correr em plena liberdade. Verdade!
    E, no entanto, o(s) silêncio(s) traduzem também tanto da nossa essência.

    Reconheço que, cada vez mais, me recolho nos meus próprios silêncios... mas não esqueço meus amigos de coração.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. ... esqueci de acrescentar que este é um dos temas que mais aprecio !

    Quantas palavras estão contidas apenas numa única: Imagine!

    ResponderExcluir
  3. E como me sacia o rumor das palavras que correm pelos rios dos teus poemas. Nunca desaparecem ainda que colocadas em vasos. Sempre transparentes.
    Afetuoso abraço, minha doce amiga!

    ResponderExcluir
  4. As palavras podem ter muita força. Adorei o texto.

    -
    Para o segundo dia do Ano, temos: "Perambular nesta viagem da vida"
    .
    Bjos e 2018 em grande.

    ResponderExcluir
  5. Sim, Suzete, as palavras são como a água que corre. Umas vezes calmas, outras vezes torrenciais. Sempre ultrapassando os obstáculos que encontram.
    Magnífico texto, minha Amiga.
    Que tenha um ano Bom.

    ResponderExcluir
  6. texto maravilhoso de ler

    Beijo. Um excelente ano de 2018

    ResponderExcluir
  7. Susete, minha Amiga

    permito-me afirmar que as palavras "falam", sim.
    para além daquilo que designam, as palavras "dizem" de quem e as escreve ou proferem - e aqui, estas belíssimas palavras que temos o privilégio de ler, denunciam a Poeta talentosa e a Mulher inteligente e sensível que se realiza na celebração da Palavra e de "seus mistérios"

    texto de excelência,

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Palavras... que texto bonito! Sim, palavras correm, mas por vezes saem do leito dos rios, e não deveriam. Muitas vezes as palavras não são fiéis ao nosso pensamento, saíram por impulso. Elas exigem calma, reflexão, doçura. Até compaixão. Por isso o seu grau de importância. Nada tão belo como uma palavra na hora certa. Principalmente para confortar.
    Beijo, Suzete, um lindo ano pra você, com paz e alegria para nós, brasileiros. E quem sabe com palavras de esperança...

    ResponderExcluir
  9. As palavras tem um poder imenso, podendo ser doces e suaves como rios tranquilos, ou fortes e violentas como rios em dias de tempestade.
    Linda reflexão.
    Suzete, desejo-lhe um excelente Ano!
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  10. Amo as palavras_ elas são os afetos manifestados em forma de letras que juntas formam um poema !
    Sempre um prazer vir aqui Suzete Brainer,
    Desejo um ano recheado de palavras que os poetas tao bem sabe desenhar.E como tu sabes!!
    beijos e feliz 2018

    ResponderExcluir
  11. Será que alguma vez se consegue perceber na plenitude o significado das palavras?
    .
    Tema: * O Silêncio da Luzência em noite escura *
    .
    Continuação de um feliz Ano Novo
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Suzete!
    Gostei muito desta sua crônica poética, "O Rio das Palavras...", com as suas tantas variantes, tema que foi abordado por você com elegância e maestria. Parabéns.
    Um excelente ano de 2018, com saúde e paz.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  13. Para quem as entende, as palavras, por vezes, parecem ter vida própria, como que jorrando dum manancial incompreensível, volteando no ar à espera que as entendam.

    Um auspicioso 2018, Suzete :)

    ResponderExcluir
  14. Ah, as palavras!
    o poder das palavras, que podem ser uma arma.
    palavras rios de saber e não só.
    gostei deste texto
    agradeço a sua visita e seu comentário
    muito obrigada
    boa semana.
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  15. Suzete, a palavra nasce e tem a capacidade de ultrapassar o nosso próprio desígnio. E é tão fascinante que cada um se banha com um perfume diferente. Comecei a navegar no teu rio sempre à espera da surpresa ou do desvio. Magnífico, amiga! E gosto do teu retoque perfecionista.

    Meu beijo.

    ResponderExcluir
  16. Como sabes, a palavra é, para mim, a coisa a descobrir em si mesmo.
    Este teu excelente texto retrata exatamente essa sua finalidade. Os sentidos que cada um lhe atribuir, já não dependem da palavra em si, mas do recetor, seus contextos e suas circunstâncias...
    Como brilhante trabalhadora da palavra, dela extrais novas e constantes variantes... Não és culpada quando "No congestionamento dos sentidos, sempre tem um engasgado com seu uso impróprio"...
    Bjo, querida amiga :)

    ResponderExcluir
  17. Suzete , o que dizer depois dos comentários da brilhante amiga Odete Ferreira ?
    Fazendo minhas as palavras dela .
    Beijos

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.